Bluepost: O Caminho para Shadowlands

Em Bluepost no fórum americano, Ion Hazzikostas comentou sobre o caminho até o lançamento de Shadowlands. Novidades sobre o balanceamento de Pactos, a progressão em Thanator além de itemização e soquetes.

Ion Hazzikostas fez um Bluepost no fórum americano sobre o caminho de desenvolvimento até o lançamento de Shadowlands. Várias coisas importantes foram ditas, dentre elas:

  • Não haverá dois pre-patches.
  • As atualizações no ptr e no beta terão versões diferentes com objetivos diferentes.
    • Nas versões do beta o foco será na experiência em Shadowlands.
    • No PTR o foco será nas personalizações de personagens e sistemas menores, bem como o evento de pre-patch..
  • Shadowlands será uma expansão amiga dos Alts.
  • Você poderá escolher o caminho com o Alts.
    • Refazer a história.
    • Escolher um pacto assim que chegar em Oribos e subir de maneira anacrônica.
  • O caminho para entrar em Thanator será simplificado.
  • Thanator terá uma ala chamada de Twisting Corridors que será o modo desafio dessa expansão. As recompensas cosméticas estarão aqui.
  • A decisão da escolha do pacto é algo que precisa ser pensado e não deve ser uma troca rápida. Mas também não é definitiva.
  • A itemização de pvp está sendo discutida ainda, em breve deve haver novidades.
  • Não haverá warforge e titanforge, mas será possível adicionar soquetes em determinadas peças de equipamento, mas não em todas.

Enfim, o Bluepost completo e traduzido abaixo.

wow world of warcraft shadowlands login screen tela musica tema Through the Roof of the World bluepost
Login em Shadowlands

BluePost

Postado por Ion Hazzikostas (Blue / Post Oficial)

Em sete semanas, os bravos heróis de Azeroth irão se aventurar nas Terras Sombrias para enfrentar as forças do misterioso Carcereiro e descobrir a natureza do pós-vidas de Warcraft. Com nosso desenvolvimento alternando entre a implementação de novos conceitos e conteúdos, enquanto polimos e melhoramos o mundo que nos criamos, gostaria de apresentar o caminho do que nos espera nas próximas semanas em nossos servidores de teste.

 

Introduzindo o 9.0.2

Primeiramente, como uma nota técnica, os jogadores que olharem com atenção o cliente do beta podem perceber que a atualização desta semana está nomeada como ‘9.0.2’. Diferente das expansões recentes, desta vez nós não teremos apenas uma e sim duas atualizações no cliente – conhecido como patches – nas semanas que precedem o lançamento oficial da expansão. O desenvolvimento de Shadowlands – o conteúdo especifico(as áreas e masmorras de Shadowlands, os pactos, etc) irão para a atualização semanal do beta no branch 9.0.2, enquanto em nossos reinos de teste, as atualizações serão 9.0.1. Isso permite que tratemos funcionalidades como as novas customizações de personagem e a nova experiência de leveling mais rapidamente no 9.0.1, enquanto permite o máximo de tempo que nosso time precisa para continuar polindo a experiência dos níveis 51 a 60 de Shadowlands. Nosso ambiente do beta irá continuar recebendo atualizações 9.0.2 e vai ficar disponível perto do lançamento oficial de Shadowlands.

 

Subindo de Nível com Alts

Como nos anunciamos primeiramente na Blizzcon do ano passado, enquanto a primeira viagem por Shadowlands é regida por uma campanha de narrativa linear que dá acesso aos conteúdos endgame como os pactos, missões mundiais e mais, nos gostaríamos de oferecer aos jogadores que sobem de nível com alts uma experiência muito mais flexivel. Nos tínhamos a versão dessa experiência disponível no beta há algumas semanas, como um alt selecionando seu pacto imediatamente após chegar em Oribos e então poder escolher qualquer uma das quatro zonas na ordem que preferir.

Entretanto, nós recebemos vários pontos de feedback que nos levaram a refinar esta forma: primeiro, um número de testers sentiu que não estava necessáriamente pronto para escolher o pacto em uma classe nova, e desejavam poder seguir o arco narrativo, permitindo um “test derive” para cada habilidade ativa no caminho. Segundo, mesmo para os jogadores que eram familiares com a história no geral, eles sentiam um pouco confuso ou errado poder jogar partes da campanha da zona fora de ordem ou enquanto já eram parte de um pacto. (como por exemplo fazer o arco principal de Revendreth enquanto sendo membro dos Venthyr).

Então na versão desta semana, os alts que saírem da Gorja pela primeira vez irão encontrar em Oribos o misterioso Escriba do Destino, que oferece uma escolha entre re-jogar o arco narrativo como se fosse a primeira experiencia ou seguir o destino da conclusão inevitável e iniciar a jornada no ponto após os eventos climax do final da história de Revendreth. Personagens que escolherem esta opção vão entrar em Shadowlands com o status de quem já vez toda a campanha, com novos objetivos bonus disponíveis nos locais onde antes eram centrais a campanha. Zonas com objetivos lucrativos em cada uma das quatro áreas vão providenciar a estrutura adicional enquanto permitem que os alts sigam o caminho que preferirem em Shadowlands, ganhando equipamento e experiência  através das missões secundárias, objetivos bônus, missões mundiais, masmorras, raros e tesouros.

Nosso objetivo com essa experiência dos alts continua a de oferecer mais flexibilidade do que nunca, enquanto também permite que alts comecem sua progressão em objetivos endgame ganhando Anima para seus santuários dos pactos ou coletando Renome para que eles consigam atingir os objetivos quando chegarem no 60. Nos esperamos ouvir muitos feedbacks de como é a nova experiência!

 

Progressão em Thanator

Nos últimos meses, vários jogadores  nos questionaram no Beta sobre o que parecia ser uma excessivamente longas série de missões introdutórias em Thanator , que na pior das hipóteses poderia parecer cinco ou seis tutoriais consecutivos que deveriam ser concluídos antes que os jogadores pudessem acessar de maneira real. Em uma próxima atualização (provavelmente na semana que vem), vamos reestruturar a forma como Thanator será liberada, de modo que os jogadores possam obter acesso total às alas (corredores) principais da torre após completar apenas uma única run que também concede acesso ao Forjador de Runas. As missões restantes para localizar e resgatar Jaina e Thrall serão incorporadas a uma série de missões maior, que abrange os seis corredores principais de Thanator, recompensando com materiais de fabricação de lendários e, eventualmente, desbloquear a seção Twisting Corridors em sua conclusão.

Falando em Twisting Corridors, à medida que finalizamos o ajuste, Twisting Corridors deve se tornar a ala “Modo Desafio” de Thanator , oferecendo runs com dezoito andares e com um nível de dificuldade maior do que o resto da torre, com recompensas cosméticas para limpar certos limites.

 

Pactos

Os pactos são a peça central de Shadowlands e tem sido assunto de discursos apaixonados por toda a comunidade nas ultimas semanas, que tem se refletido em discussões e debates do nosso time. Da ideia inicial do sistema, escolher um pacto foi pensado para ser uma decisão de peso, formatando as habilidades do personagem, recompensas estéticas e acesso para a história do endgame e os sistemas de santuário. Uma decisão pesada quase sempre vem com muito stress, aliado a ansiedade de escolher a opção errada ou apenas definindo vários pros, contras e o desejo  que houvesse uma maneira de obter o melhor de todos os mundos.

Na concepção deste sistema, nos fizemos o que pudemos para minimizar o peso do arrependimento. Essas medidas devem estar ativadas na build do Beta da próxima semana. Embora escolher um pacto no final de sua jornada ao nível máximo seja uma escolha importante, não é permanente. Se você achar que, indiferente do motivo, você está infeliz com sua escolha inicial do pacto, você só precisa retornar ao Oribos e pode imediatamente mudar para outro. Agora, se mais tarde você desejar reingressar em um pacto que deixou, aí é um pouco mais complicado: há um caminho para a redenção que consiste em uma série de duas missões semanais para expiar por quebrar seu voto e se rededicar à causa deste pacto. Essas missões agora estão disponíveis para teste no Beta; elas ainda estão sendo ajustados, mas a intenção é que sejam muito cerimoniais, ao invés de apenas uma tarefa árdua.

Também tomamos medidas para garantir que um jogador que troque de pacto, bem como aquele que atinge o nível máximo mais tarde na expansão, nunca se sinta sempre atrás como resultado. O renome mede a força da conexão de um jogador com seu pacto e é o principal mecanismo para desbloquear poderes adicionais do Vinculo de Almas além de várias vantagens e recompensas do pacto. Os jogadores ganham renome principalmente através de missões semanais para reunir Ânima por toda Shadowlands, resgatar almas da Gorja e restaurá-las ao seu devido lugar no pacto. Se um jogador perdeu alguma dessas missões, no entanto, ele descobrirá que pode ganhar Renome diretamente por meio de uma série de atividades, como masmorras, missões mundiais e PvP, até que sejam totalmente alcançados. Este sistema estará funcional em Beta nas próximas semanas.

Em suma, um jogador que se arrepender de sua escolha de pacto e que deseja mudar de ideia deve ser capaz de fazer isso diretamente em qualquer ponto durante a expansão, e será capaz de alcançar um estado sem desvantagens ou desvantagens de longo prazo em comparação para alguém que esteve naquele pacto o tempo todo.

Também ouvimos falar de muitos jogadores que, em vez de ficarem preocupados em se arrepender de sua escolha, preferem não ter que escolher; eles têm defendido que oferecemos uma maneira de alternar entre as várias habilidades ativas oferecidas pelos convênios sem problemas. Mas esses sistemas de pacto estão totalmente interligados: habilidades de pacto são freqüentemente modificadas por conduítes específicos do pacto e da vinculação de almas; a maioria dessas almas vinculadas, por sua vez, são desbloqueadas por meio de campanhas narrativas específicas dos pactos. Conceder acesso a um deles sem os outros levaria a um resultado incompleto ou confuso. Em suma, puxar aquele fio (ou corda, por assim dizer) desfaria toda a estrutura do sistema. Mesmo assim, abraçaríamos o trabalho necessário para reconstruir o sistema de convênios ao longo dessas linhas se concordássemos que seria uma melhoria, mas, no final das contas, não compartilhamos dessa visão.

Antes de começar uma partida de arena, enfrentar um chefe de raide ou entrar em uma masmorra, um personagem em Shadowlands pode mudar sua especialização, talentos (e talentos JxJ se apropriado), item lendário, outros equipamentos, vinculação de alma ativa e o caminho escolhido dentro dessa vinculação de alma. Quando se trata de personalizar seu “loadout” – o conjunto de ferramentas que você vai levar para um determinado encontro – o WoW oferecerá mais opções do que nunca. E você pode remodelar quase que totalmente seu personagem na hora para se adequar ao momento. Mas, por mais maleáveis ​​que sejam essas escolhas, nenhuma delas, exceto talvez sua especialização, define seu caráter – elas não são quem você é, mas sim o que você está fazendo em um determinado momento.

Em vez de adicionar mais uma camada a essa matriz de decisão, estamos tentando fazer algo diferente aqui e deixar os jogadores definirem a identidade de seus personagens de forma mais significativa e se diferenciarem de outros que jogam na mesma classe. E essa identidade envolve uma mistura de preferências estéticas, experiência narrativa além de pontos fortes e fracos mecânicos. Desde os primeiros esboços do sistema de pactos, nosso objetivo era a resposta a “o que você joga?”. Em Shadowlands ser um“Kyriano paladino” ou “Venthyr paladino” em vez de apenas “paladino”. E dado o papel central de combate e progressão de poder para World of Warcraft como um todo, atingir esse objetivo para a maioria dos jogadores requer que haja implicações de poder ao jogador para a escolha do pacto.

Nada disso quer dizer que o desenvolvimento dos pactos e seus poderes terminou, ou que não estamos abertos a novas mudanças. Longe disso. Entendemos que quando oferecemos uma escolha entre conjuntos de pontos fortes e fracos, se não tivermos cuidado, especialmente devido às pressões da comunidade, os pontos fracos podem facilmente ofuscar os pontos fortes. A satisfação de ter uma vantagem em um tipo de conteúdo não compensa a frustração de ser totalmente excluído de participar de outro. Mas, embora demolir todo o sistema possa parecer para alguns a maneira mais simples de evitar essa armadilha, estamos empenhados em trabalhar com a comunidade para garantir que os jogadores se sintam viáveis, independentemente de sua escolha de pacto.

Se você realmente quer ir para os Kyrianos em seu Ladino, mas não pode justificar porque todos os guias atualmente dizem que a habilidade dos Necrolordes é bom demais para deixar passar, ou se um pacto atraente tem benefícios que parecem irrelevantes no PvP, esses são exatamente os tipos de desequilíbrio que queremos corrigir, e seu feedback é essencial para esse processo. Nas próximas semanas, estaremos fazendo ajustes numéricos, fazendo alterações nos designs de habilidade subjacentes quando necessário e, potencialmente, aproveitando conduítes específicos do pacto se um pacto precisar de algum reforço direcionado para garantir que sejam viáveis ​​em um determinado tipo de conteúdo . Conforme nossa equipe de combate muda seu foco principalmente para o balanceamento, lançaremos essas mudanças para servidores Beta o mais rápido possível para testes.

PvP Itemização

Temos seguido o feedback construtivo sobre a variedade de equipamentos disponíveis em nossos vendedores de PvP e concordamos com as preocupações dos jogadores. Embora o WoW seja um ecossistema interconectado de diferentes conteúdos e sistemas, acreditamos que os personagens mais fortes devem ser aqueles que participam e se destacam em uma ampla gama de atividades, cada caminho de progressão individual deve oferecer a maioria das ferramentas necessárias para o sucesso nessa caminho. Os vendedores atuais de PvP ficam aquém dessa meta.

Estamos considerando algumas soluções diferentes, como retrabalhar a cobertura de estatísticas do equipamento do vendedores / ou fornecer bônus específicos de PvP por meio desses itens. Assim que definirmos uma direção, compartilharemos nosso plano de feedback e colocaremos as mudanças no Beta para teste.

Soquetes

Enquanto eliminamos Warforging e Titanforging em Shadowlands, com o objetivo de aumentar a clareza do jogador sobre as recompensas, a questão de como lidar com os soquetes não era tão clara. Uma certa quantidade de soquetes em todos os equipamentos é essencial para apoiar os joalheiros. Em expansões recentes, a chance de qualquer item do jogo poder ter uma versão com soquetes deu aos jogadores de todos os estilos a oportunidade de interagir com a joalheria. Ao mesmo tempo, os soquetes inquestionavelmente constituem poder e podem ser tão impactantes quanto Warforging.

Tentando equilibrar estes fatos, o caminho que escolhemos para Shadowlands é manter os soquetes como uma propriedade de item aleatório, mas permitir que os jogadores adicionem soquetes aos seus itens por meio de um consumível vendido por Ve’nari na Gorja (semelhante ao que era vendido por Whration em Visões de N’zoth). Desta forma, todos os jogadores podem tirar vantagem das joias em itens que tiveram soquete aleatório em um curto prazo, mas no longo prazo os jogadores mais competitivos ainda podem fazer progressão em busca do melhor equipamento slot (O BiS) sem depender dA aleatoriedade. Finalmente, a fim de limitar o impacto total das gemas e a diferença de poder entre jogadores com soquetes e aqueles sem, em Shadowlands apenas elmos, anéis, pescoços, braçadeiras e cintos podem ter um soquete gerado aleatoriamente ou adicionado por Ve’nari . Todas essas mudanças devem estar ativas na atualização Beta da próxima semana.

A única coisa que todos os tópicos acima têm em comum é que eles foram guiados por seus comentários apaixonados ao longo do processo de desenvolvimento, o que ajudou a moldar o jogo para melhor ao longo do ano passado. E um agradecimento especial a todos os testadores que relatam bugs no Beta – já corrigimos milhares de problemas com base em seus relatórios e continuamos trabalhando nesses relatórios, pois pretendemos fazer de Shadowlands a melhor experiência possível quando chegar em 26 de outubro.

 

World of Warcraft Shadowlands

World of Warcraft Shadowlands é a oitava expansão do maior MMORPG de todos os tempos. De acordo com a Blizzard, ela chega ainda em 2020 . Shadowlands conta então a história pós-eventos de Battle for Azeroth. Com o propósito de acabar com o domínio sobre o Flagelo, Sylvanas destrói o Elmo da Dominação do Lich Rei Bolvar Fordragon, liberando o Flagelo e rompendo o véu que liga o mundo dos vivos para o mundo dos mortos.

Reinos ocultos de maravilhas e horrores aguardam quem chegar ao outro lado. As Terras Sombrias são o lar de todos os que já se foram, um reino entre mundos cujo tênue equilíbrio preserva a vida e a morte.

É neste cenário que os Heróis de Azeroth precisam tentar evitar que a máquina da Morte seja quebrada e acabe com o Mundo como conhecemos. Você pode saber tudo sobre a expansão em nossa hub.



Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Victor
Victor
11 de setembro de 2020 20:38

Vlw pela Tradução , pergunta quando lança próximo capitulo do livro ?

erica
erica
12 de setembro de 2020 12:19

Eu espero que seja mesmo amiga dos alts esta expansão… Não sou hardcore e faço coleção de personagem alternativo.

trackback
28 de setembro de 2020 15:00

[…] pactos possuem características que melhoram as especializações. Por mais que, recentemente em um Bluepost, Ion Hazzikostas comentou sobre o fato de que os pactos devem ser uma escolha de carácter e não […]

trackback
19 de outubro de 2020 09:01

[…] Hazzikostas, o amado produtor executivo do game, já disse várias vezes que a escolha do pacto se deve mais por um aspecto narrativo do que para fins de gameplay. Mas […]


0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x