Elfos Sangrentos e a Aliança

Este post é uma tradução/adaptação do post do Reddit feito com autorização do autor, o grande belegberu.

Replace with the blue post text[/blizzardquote]


Então, de vez em quando ou sempre que Aliança chega perto de estreitar laços com os Elfos Sangrentos ou ainda quando Horda e Aliança entram em conflito este problema surge, mas na verdade por que os jogadores da Aliança querem TANTO que os Elfos Sangrentos venham para o seu lado?

Muitos dos jogadores da Aliança continuam dizendo “Elfos Sangrentos pertencem à Aliança. Eles são a Horda porque a Horda precisava de uma raça bonitinha.” Mas as pessoas que pensam assim realmente sabem o porque dos Elfos Sangrentos estarem na Horda?

Antes de se nomearem Elfos Sangrentos, eles eram os Elfos Superiores que viviam no norte dos Reinos do Leste e não faziam parte da Aliança de Lordaeron. Eles se juntaram à Aliança de Lordaeron porque Elfos Sangrentos fizeram um juramento ao Rei Humano Thoradin: se ele ou qualquer de sua linhagem precisasse de ajuda no futuro, Quel’Thalas faria sem questionar. Lothar, que carregava o sangue de Thoradin, implorou aos Elfos Superiores que cumprissem seu antigo pacto. Quando a Segunda Guerra terminou, Anasterian Sunstrider imediatamente quis deixar a Aliança de Lordaeron.

“O reino dos Elfos Superiores, Quel’Thalas” por Peter C. Lee

Crônicas 2 dá dicas de porque Anasterian Sunstrider e os Elfos Superiores deixaram a Aliança de Lordaeron (página: 173):

“Enquanto a Aliança estava cercando o Pico da Rocha Negra, o Rei Anasterian liderou os esforços para conduzir as tretas entre Trolls Amanis e Quel’Thalas. As batalhas eram duras, mas os Elfos conseguiram proteger sua terra natal. Nos anos vindouros, Anasterian se retiraria da Aliança, acusando os de abandonar os Elfos Superiores no momento mais desesperador. Nem todos os elfos acreditaram nisso, mas a grande maioria sim.” (Adaptação nossa)

Kael’thas, o boladão

Anos mais tarde, um príncipe da Aliança de Loraeron (Arthas Menethil) veio e matou 90% da população dos Elfos Superiores, incluindo crianças e o próprio Rei Anasterian Sunstrider. O sobreviventes se nomearam Elfos Sangrentos em memória aqueles de seu povo que pereceram contra o Flagelo e eles pintaram todas as suas coisas com o vermelho.

Depois de um tempo, Kael’thas promoveu Lor’themar como regente de seu povo. Então Kael’thas juntou-se à Aliança contra o Flagelo nos Reinos do Leste. Garithos designou os Elfos Sangrentos para missões cada vez mais difíceis e os usou como peões. Um dia Garithos estava usando Elfos Sangrentos nas linhas de frente, então um exército de mortos-vivos lançou um ataque nas bases de Kael’thas. Quando os Elfos Sangrentos estavam para serem derrotados, Lady Vashj e seu Naga apareceram e ajudaram Kael’thas a afastar os mortos-vivos.

Esses eventos causaram aprisionamento dos Elfos Sangrentos e Kael’thas. Eles foram condenados à morte, mais tarde os Elfos Sangrentos foram resgatados por Lady Vashj. Kael’thas lutou através das masmorras de Dalaran e juntou-se às forças de Illidan em Terralém. Lor’themar era o regente dos Elfos Sangrentos em Quel’thalas.

Crônicas 3 explica por que os Elfos Sangrentos se juntaram à Horda (página: 150-151):

“Lor’themar não podia deixar Quel’Thalas indefesa enquanto ele lançava uma campanha para ajudar o Príncipe Kael’thas em Terralém. Os Elfos Sangrentos precisavam de aliados, e eles não os encontrariam entre os Humanos, Anões, Gnomos ou Elfos Noturnos. A decisão de Kael’thas  de se juntar a Lady Vashj e Illidan azedou as relações entre Quel’Thalas e a Aliança.

Uma resposta veio de uma fonte inesperada: Sylvanas Correventos. A Rainha Banshee pediu à liderança da Horda que se aliasse aos Elfos Sangrentos, mas suas razões permaneceram um mistério. Circulavam rumores de que alguma parte remanescente dela ainda simpatizava com Quel’Thalas e suas necessidades. Outras histórias sugeriram que Sylvanas tinha segundas intenções. Seja qual for a verdade, ela conseguiu que o Chefe Guerreiro Thrall e o Grande Chefe Cairne Bloodhoof se reunissem com Lor’themar e discutissem essa possibilidade.

Apesar da história de guerra amarga entre elfos com os orcs, Lor’themar foi receptivo à ideia. Ele sabia que essa Horda era diferente do que a que devastara Quel’thalas nos anos anteriores. Ele também estava dolorosamente ciente de que o tempo estava se esgotando para o seu reino e seu príncipe. Thrall e Cairne viram uma grande promessa nos Elfo Sangrentos. O povo de Quel’Thalas provou sua coragem e determinação enquanto lutava para proteger seu reino de ameaças externas como o Flagelo. Thrall e Cairne acreditavam que a Horda e os Elfos Sangrentos necessitavam um do outro para sobreviver nos dias que viriam. Eles estenderam a mão da paz a Lor’themar e ele aceitou. Essa aliança beneficiou ambos os lados. Enquanto os Elfos Sangrentos agora tinham aliados para apelar, a Horda ganhou outra base estratégica nos Reinos do Leste. Thrall e Cairne também viram que ajudar os Elfos Sangrentos era como um ato de honra. Muito parecido com as outras raças da Horda, eles eram um povo à beira da extinção. Inimigos espreitavam por todos os lados. A guerra constante e o vício pela magia haviam afetado seu orgulho e sua cultura outrora gloriosa. Thrall e Cairne acreditavam que poderiam ajudar os Elfos Sangrentos a encontrar a paz. Depois que os Elfos Sangrentos foram introduzidos na Horda, Lor’themar Theron disse a Thrall e Cairne Bloodhoof da presença da Legião em Terralém e seu desejo de encontrar Kael’thas Sunstrider. “

Em Burning Crusade, os Renegados enviaram um enorme exército para proteger os Elfos Sangrentos, enquanto a Aliança enviara o exército dos Elfos Noturnos para atacar os Elfos Sangrentos. Elfos Noturnos tentaram sabotar os Elfos Sangrentos. Esses eventos fizeram os Elfos Sangrentos se tornarem mais leais ao lado da Horda e receberam ajuda militar significativa dos Renegados e do resto da Horda que os ajudara na recuperação de seu território atormentado.

Resultado de imagem para blood elves and undead fight
Elfos Sangrentos e Renegados lutando juntos.

Mais tarde, Elfos Sangrentos conheceram o destino de Kael’thas Sunstrider. Foi pior do que eles esperavam. A notícia se espalhou de que o príncipe deles havia se comprometido com a Legião. Alguns Elfos Sangrentos não acreditavam nessas histórias. Pelo menos não a princípio. Quando se aventuraram na Eternévoa, viram a verdade com seus próprios olhos. Kael’thas havia abraçado a magia Vil e se tornado um peão da Legião. Ele não era mais o príncipe deles. A notícia desta descoberta chegou a Lor’themar Theron e aos outros elfos em Quel’Thalas. A notícia partiu seus corações, mas os fizeram chegar em um consenso. Kael’thas estava perdido. Era seu dever derrotá-lo e acabar com sua traição. A Horda declarou guerra contra Kael’thas e seus seguidores.

No Cataclismo, O Lorde Regente declarou que os Elfos Sangrentos eram leais à Horda que os acolheu quando ninguém mais o faria. Mas quando Garrosh se tornou um ditador para as outras raças da Horda que não os Orcs, Lor’themar foi falar com Varian Wrynn sobre se juntar à Aliança, mas durante a conversa, Lor’themar soube do Expurgo de Dalaran e como Jaina estava matando cidadãos Elfos Sangrentos. Lor’themar imediatamente deixou a conversa com o Varian Wrynn.

Depois que Aethas, Rommath e os Campeões da Horda escapam do Expurgo de Dalaran, esta conversa acontece entre Aethas, Rommath e Lor’themar:

Lor’themar Theron: “Aethas! Você está vivo!”

Arquimago Aethas Sunreaver: “Graças a esse herói, alguns de nós saíram de lá. Muitos outros foram enviados para o Castelo Violeta.”

Lor’themar Theron: “Anar’alash denal! Alguém vai me dizer o que está acontecendo em Dalaran?”

Arquimago Aethas Sunreaver: “Proudmoore! Ela expulsou os Sunreavers da cidade. Ela está expurgando a Horda do Kirin Tor!”

Lor’themar Theron “Ela foi longe demais. Estou certo de que a Aliança pode mover seus magos de guerra pela cidade à vontade. Aquela bruxa humana … Quando eles aprenderão? Quando eles vão ver que a Horda existe somente PORQUE Aliança existe? Por causa de seu preconceito e intolerância! Eles nos forçam a ir cada vez mais perto da Horda de Hellscream.”

Arquimago Aethas Sunreaver: Meu Senhor…

Lor’themar Theron: Hal’duron, traga os Patrulheiros. Rommath, reúna os Magos de Snague e adicione a força dos Sunreavers à sua. Nós Sin’dorei retomaremos nosso futuro por nossas próprias mãos. E tire essa maldita coisa da minha vista! Hellscream comprou esse tesouro com o sangue do meu povo. Eu espero que isso o destrua

Grande Magister Rommath: Meu Senhor. VOCÊ seria um excelente Warchief.

Lor’themar Theron:  Quem sabe um dia. Traga minhas lâminas. O próximo passo será meu.

Lor’themar liderou os Elfos Sangrentos para se juntar à rebelião de Vol’jin contra Garrosh Hellscream.

Enquanto as forças da Horda e da Aliança lutavam contra a Legião em Suramar, Tyrande diz estas palavras para o Campeão da Horda:

“Quando eu deixei você pegar a Lágrima de Eluna, eu assumi que a próxima vez que nos veríamos seria na batalha final com a Legião. Eu não esperava ver você na companhia de viciados em mana na minha cidade natal. Fale rapidamente, eu não estou com disposição para as petições de Thalyssra.”

Tyrande fala com Thalyssra sobre se tornar uma nova Azshara:

Tyrande Whisperwind: “Arcanista Thalyssra. Eu me lembro aonde estava sua ordem na Guerra dos Antigos. Como sabemos que você não vai nos trair e se tornar o próximo Elisande … a próxima Azshara?”

Primeira Arcanista Thalyssra: “Não pretendemos ser escravos da Nascente da Noite. Procuramos expulsar a Legião de Suramar e acabar com a opressão de Elisande.”

Tyrande Whisperwind: “Os Kal’dorei lutarão para ver a Legião derrotada e a Nascente da Noite destruída. Para além disso … veremos onde a sabedoria de Elune nos guiará.”

Primeira Arcanista Thalyssra e Lady Liadrin por krysdecker

Após o Legion, com a ajuda dos Elfos Sangrentos e Lady Liadrin, os Filhos da Noite queriam se juntar às fileiras da Horda e eles foram para Luaprata juntos para falar sobre a adesão à Horda. Então vemos Alleria em uma visita a Luaprata com o objetivo de convidar os Elfos Sangrentos para a Aliança novamente, então vemos uma conversa entre Lor’themar e Alleria:

Lor’themar Theron: “”Bobagem. Seja o que for que você venha a dizer, você pode dizer na frente de nossos convidados.”

Alleria Windrunner: “Como quiser. Eu tenho uma oferta do Alto Rei Anduin Wr–“

Lor’themar Theron: “Eu esperava que sua visita fosse motivada por um amor por Luaprata. Em vez disso, você vem a mando do rei menino da Aliança. Que decepcionante.””

Alleria Windrunner: “Palavras diretas, Lor’themar. Eu me pergunto: elas são suas, ou o guarda honorável que eu conheci se tornou um porta-voz de sua Chefe Guerreira?”

Lor’themar Theron: “”Você duvida das minhas palavras, mas como podemos confiar na sua? Você nega que os Senhores do Caos sussurraram para você? Você não se rendeu às sombras em Argus?”

A presença da Alleria danificou a Nascente do Sol porque o Caos é perigoso para a ela, e é por isso que os Elfos Caóticos não deveriam viver mais em Quel’Thalas, eles poderiam transformar a Nascente do Sol em uma Nascente do Caos sem saber.

Esta conversa é uma prova de que Lor’themar não tem interesse em se juntar à Aliança novamente. Na Batalha de Lordaeron, quando Lor’themar vê as forças do Elfo Caóticos atacando a Horda, ele diz:

“Os Elfos Caóticos … aqueles traidores, devemos acabar com eles”

Os Elfos Caóticos eram os Elfos Sangrentos que seguiam o caminho do caos ao modo de Dar’Khan Drathir. Dar’Khan é um dos traidores de Quel’thalas que abriram os portões para Arthas Menethil e deixaram o Flagelo entrar na cidade de Luaprata. Por causa disso, Lor’themar baniu quem quer que estivesse usando o Caos assim como Dar’Khan fez, porque eles estavam assediando a Nascente do Sol. Se Dar’Khan não tivesse aberto os portões para o Flagelo, Quel’thalas teria sido intocada.

Há rumores de Luaprata ira se tornar uma Fronte de Guerra. Um usuário do Reddit descobriu um comando de script muito interessante no jogo, quando usado, este comando irá imprimir as seguintes linhas de texto:

Fronte de Guerra Luaprata: Assalte o último bastião da Horda nos Reinos do Leste e limpe nossa terra da sujeira.

Então, para concluir, depois de tudo o que a Aliança fez aos Elfos Sangrentos, por que iria querer os Elfos Sangrento ao seu lado? Ou por que algum Elfo Sangrento iria querer se juntar à Aliança? Depois de todas as coisas que Garithos fez, depois que as forças Noctiélficas foram enviadas para matar Elfos Sangrentos em Quel’thalas, depois de todos os eventos de Expuirgo de Dalaran, por que eles deveriam se juntar à Aliança? E agora que a Aliança marchará sobre os portões de Quel’Thalas, exatamente como Arthas Menethil fez uma vez. Pergunto novamente, por que Elfos Sangrentos deveriam se juntar à Aliança? Por quê?

Obrigado por ler aqui 🙂

Elfa Sangrenta por Nixri – Thalyssra por JunkieSlasher

Este post foi uma tradução/adaptação do post do Reddit feito com autorização do autor, o grande belegberu.

Tudo sobre Lore



Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
FRANCISCO SELAU DA CUNHA
FRANCISCO SELAU DA CUNHA
25 de fevereiro de 2021 21:30

As atitudes da antiga aliança não pode ser julgada pela atual, arthas foi um vilão mas um personagem da aliança assim como o gul´dan e nerzul da horda, mas em questão de jogabilidade quem jogou com a aliança no warcraft os helf são jogaveis na aliança qualquer um que jogou warcraft classico se identifica, sem falar que as duas irmãs corrventos estão em ventobravo, mas tipo os belfs se tornaram corrompidos e se cederam ao vil, mas por exemplo os helfs do pacto de prata e os que sigaram a lady proudmore nehum deles tem acesso a nascente do sol,… Read more »


0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x